Espelhos

Para ganhar destaque, o segredo está na moldura e na dimensão. Quanto maior a peça, melhor – especialmente quando a intenção é aumentar o ambiente. Veja dez dicas para usar esse elemento na decoração da sua casa:
1- Integre o estilo da moldura ao do cômodo. Espelhos são um ótimo artifício para decorar porque são o tipo de peça que se adapta perfeitamente ao ambiente, independentemente da cor ou do estilo.

2- Use para aumentar o espaço. Colocar um espelho que ocupe a parede toda é uma tática eficaz para dar ideia de amplitude.

3- Coloque espelhos nas portas dos armários. Ótima solução para quem não tem espaço. O acessório não precisa ficar na porta de dentro, pode ser colocado na porta de fora também. “Mas é preciso ter cuidado com a instalação para que a peça não se solte”, explica a arquiteta Natasha Villaça, da MVP Arquitetura/ FK Arquitetura.

4- Use em móveis como variação do vidro. Mas cuidado para o visual não ficar exagerado: é só não carregar muito nas cores e texturas do resto da decoração.

5- Use vários fragmentos em vez de uma peça única. “O espelho pode ser cortado em diferentes tamanhos, na vertical ou na horizontal. É mais para propósito decorativo, dá uma ideia de movimento”, diz a arquiteta Luciana Corrêa, do escritório DecorArquitetura.

6- Combine peças diferentes. Você pode colocar um painel ocupando uma das paredes e instalar uma peça menor, com uma moldura elaborada.

7- Espelho dentro de espelho também vale. Seja em duas peças sobrepostas ou em uma peça trabalhada. “Quando não há moldura de madeira, é possível desenhar uma moldura no espelho com recortes e relevos. Não fica pesado”, afirma Natasha.

8- Espelhos no hall de entrada. Esse recurso ajuda a dar vida a um canto sem graça como o hall de entrada. Não toma muito espaço e é providencial para um retoque final antes de sair de casa.

9- Invista em um espelho no corredor. O acessório substitui um quadro e dá noção de profundidade.

10- Dê um up no espelho do banheiro. No banheiro, ele é item básico – mas seu estilo não precisa ser básico. Pode-se caprichar na moldura ou num detalhe bisotê , uma espécie de borda em baixo relevo. E quem não gosta das luzes “de camarim” em volta da peça pode optar por um arranjo mais romântico.

Fonte: PrimaPagina Terra

Modelos de Box para seu banheiro

Espelho com Bisotê

bisoteA técnica bisotê é caracterizada pelo efeito chanfrado, criando-se uma espécie de moldura delicada ao item – em razão disso, ele custa mais caro que os espelhos tradicionais.

Espelho Lapidado

espelho-lapidadoA peça é cortada e passa por um processo para lapidar suas bordas, de modo que estas não fiquem cortantes ao tato.3

O espelho lapidado pode não ser bisotê ou facetado (com bordinhas); contudo ao adquirir um modelo facetado é ideal que o objeto também seja lapidado, de modo a garantir a segurança das pessoas.

Aplicações

jateadoO espelho jateado passa por uma técnica que recebe desenhos no próprio vidro, e nessa área trabalhada a imagem fica opaca. Quanto aos desenhos, a escolha vai depender do desejo do cliente, já que as opções são infinitas.

Disposição e junções

Normalmente utilizamos os espelhos de diversas formas geométricas com a composição de espelhos lado a lado.
Podendo ser aplicado diretamente na parede (desde que esteja com
nivelamento perfeito) caso contrário podem ser aplicadas técnicas de nivelamento com MDF para fixação dos espelhos.

juncoes

Necessita de um orçamento para espelhos, nos envie sua mensagem: